O bambu é usado há muitos milênios na produção de uma miríade de artefatos úteis ou decorativos. Por sua característica tubular o bambu já agrega funções e adequações inerentes à sua forma. Sendo composto basicamente de longas fibras vegetais, pode ser moldado ou desfiado para novas aplicações. É essencial que se escolha o tipo certo de bambu e o modo correto de tratamento para cada aplicação.
Escultura em raiz de bambu / 1000 Things of Bamboo
Foto de Willy Sasmita

Os asiáticos são os que demonstram maior tradição no manuseio do bambu. Existem exemplares de lanças e flechas feitas do bambu longo e fino chamado "Yadake". Os samurais já usaram armaduras feitas com "escamas" de bambu. Cestas, uma vasta gama de utensílios culinários, esculturas, máscaras, luminárias. O bambu fica especialmente bem encaixado nos harmoniosos jardins japoneses, onde é usado como banco, portão ou tubo para água corrente.

Uma frase atribuída a Confúcio sintetiza o pensamento oriental sobre o bambu: "nós podemos viver sem carne; nós não vivemos sem bambu". Esta planta permeia a imaginação de chineses, japoneses entre outros, e seus povos fixam o bambu em pinturas, desenhos e gravuras, e até palavras. Sem contar que o pincel, o papel e o material de escultura são muitas vezes fabricados do próprio bambu. A seguir algumas traduções livres das palavras de poetisas japonesas:



Pintura: The Chinese Gallery
artista: Mor





"Eu apenas amo pintar bambu / seu verde / refletido em minha veste." - Ema Saiko

"Deixem-nos plantar / no jardim de um guerreiro. / Talvez tornem-se arcos, talvez tornem-se flechas / touceiras de bambu / de dez mil anos." - Takabatake Shikibu

"Este cavalheiro / cresce e cresce / auspiciosamente: / aprenda com ele / e tu sempre florescerás." - Otagaki Rengetsu

(tirado de "About Bamboo by Early Japanese Women Poets")


paginas     2 I 3 I 4 I 5


Info I Grupo I Produtos
Conteúdo desenvolvido: Raphael Moras de Vasconcellos- Rio de Janeiro / BRASIL
contato:
produzido por : COMDESIGN